Página Inicial
Cadastre-se

Receba nossas novidades em seu e-mail:

O que você Procura?

O Pergolado do meu amigo!

12/05/2012

O Pergolado do meu amigo!

O Pergolado do meu amigo!


Um colega me pediu para dar uma ‘’olhadinha’’num serviço que ele tinha contratado.
O serviço aparentemente era fácil segundo ele era apenas colocar vidro em cima do pergolado de madeira.
(não é este baixo) 
                    
Normalmente os Pergolados são usados na decoração de jardins originalmente sem coberturas, servindo de apoio para plantas ornamentais como as trepadeiras volúveis, as trepadeiras sarmentosas, arbustos escandentes e trepadeiras cipó. Essas plantas se enrolam nas vigas e proporcionam uma sombra deliciosa.
Combinamos de dar a tal ‘’olhadinha‘’porem eu sabia quem tinha feito o serviço.
Pois bem, ele reclamava que os vidros estavam tortos, parava água, resumindo não tinha ficado bom!
Mas quando chegamos na obra alem dos vidros estarem totalmente desalinhados e parar água como ele havia dito  estavam quase todos trincados!
Ele nem tinha visto as trincas,quando ele percebeu que os vidros estavam  trincados ele quase surtou, num momento de nervosismo soltou um berro: eu vou matar aquele desgraçado!!! Safado, mentiroso me disse que este vidro era de segurança e não quebrava,agora o vidro esta quebrando sozinho pois faz uma semana que ninguém entra aqui!
Eu sem saber o que dizer pois era obvio que ele tinha um enorme problema nas mãos, alias eles tinham um enorme problema nas mãos pois eu sabia que ele não iria deixar quieto aquela situação e não iria querer ficar com o prejuízo,e o vidraceiro teria que segurar o prejuízo, então eu fiz uma pergunta: quanto você já pagou para ele?
Praticamente tudo... disse ele, Falta só  mil reais,  quanto você já deu para ele? Cinco ,  e pior que ele não vai querer arrumar  o serviço só para receber  os mil!
Eu medi o pergolado rapidamente e de cabeça mesmo fiz uma conta e cheguei a conclusão que na verdade nem pelos seis mil ele faria o serviço ou seja se o serviço estivesse ficado bom o vidraceiro já estava no prejuízo!
A questão e que não ficou bom e a situação estava tensa,meu amigo então pediu para que eu desse minha opinião a respeito e eu fiquei sem saída pois não era uma situação de ajuste era uma situação de PT (perda total) sugeri que conversássemos no dia seguinte com o vidraceiro e abri o jogo com ele,explicando o quanto aquela situação era constrangedora pois o vidraceiro também era conhecido meu, então acertamos de eu ligar para o vidraceiro e trocar uma ideia com ele, (num caso normal eu não teria me envolvido  tão a fundo mas infelizmente nesse caso eu já estava envolvido até o pescoço)
Liguei para o vidraceiro e nos encontramos em seguida , ele me disse que tinha dado um preço baixo e que sabia que tinha feito ‘’cagada’’ e que infelizmente não tinha condições financeiras nem profissional de entregar o serviço.
Então depois de pensar um pouco tive uma ideia! Liguei para o meu amigo e perguntei: qual tinha sido o valor o segundo valor mais barato ( pois o mais barato era do vidraceiro que tinha feito o serviço) e o mais caro, ele respondeu : se eu não me engano o mais barato ficou em sete e quinhentos  e o mais caro em dez mil desliguei e sugeri  para o vidraceiro que  refizesse então a obra com 3mil ‘’ e claro que não daria para ele fazer sem por nada do bolso mas essa era a melhor  saída que tinha achado, ele então me confessou que não estava dormindo direito por causa dessa obra e que aceitava mesmo tendo prejuízo só para se livrar desse B.O.
Liguei novamente para o meu amigo e disse que além dos mil ele teria que acrescentar mais dois mil.
Ele me respondeu: você é louco eu não dou mais um tustão para esse picareta.
Então expliquei que eu não faria a obra por menos de dez mil e que  mesmo com todo o transtorno ele ainda estaria pagando o valor correto.
Me comprometi a dar uma força para o vidraceiro pois era rápida de fazer marquei com ele uma nova medição,medimos junto,demos as folgas e mandamos o  croqui de corte para fabrica
O vidro veio rápido e em um dia desmontamos e montamos os vidros.
Saldo da obra o cliente pagou o justo, (deu sorte de não ter pagado duas vezes)porem o vidraceiro só de material teve um prejuízo de 3mil sem contar a despesa com gasolina,tempo e mão de obra.
Veja abaixo os maiores agravantes da obra:
 


   (imagem acima somente para ilustração)              
                 

Como disse acima pergolados são esruturas em sua maioria de madeiras e sabemos que madeira é um material que permite consideraveis movimentação e deformação.
Não sei se você reparou que uma das reclamações do Cliente foi: mentiroso me disse que este vidro era de segurança e não quebrava,agora o vidro esta quebrando sozinho pois faz
Então temos três observações nessa afirmação:
1- O vidro de fato era de segurança pois se tratava de um vidro  laminado de 8mm
2- O vidro não quebrava? Se for vidro! QUEBRA ainda mais sendo um laminado que na verdade são dois vidros de 4mm comuns colados e é nessa cola que está a segurança pois se caso o vidro vir a se quebrar não solta os cacos que cairiam e neste caso o vidraceiro acertou pois se trata do tipo de  vidro correto para este tipo de sistema. Porem o vidro laminado não tem resistencia mecanica e qualquer variação na estrutura o deixa vuneravel a trincas

3- Existe no ramo uma grande discusão se o vidro quebra ou não sozinho mas neste caso concerteza existiam varios motivos que o fizeram quebrar.
Veremos os motivos a seguir.

O vidraceiro deve ter pensado assim: é só aplicar o silicone direto na madeira e chapar os vidros em cima e correr para o abraço ou melhor o dinheiro
Facil nê?


            
                               

 

Mas, existe sempre um ‘’MAS’’não foi exatamente assim.

 


Não contando com as deformações que  viria a sofrer a madeira
                     


 

O vidro acompanhou o empeno da madeira o quanto pode e quando não suportou mais se rompeu
      

 

 


Diferença entre o vidro(plano) e a madeira que cedeu


 e onde ele não se rompeu ficou acumulando agua pois sabemos que geralmente os pergolados são diferentes de telhados e raramente tem caida para escoamento de agua,quando tem é tão pouca que qualquer undulação no vidro é motivo de acúmulo de água


Existem diferenças que se não nos atentarmos a maneira de medir podemos errar, e foi o que aconteceu:    

          

 O vidraceiro fez o que eu mesmo já fiz muitas vezes:
Mediu as larguras e as alturas e as medidas batiam perfeitamente, mas se olharmos a figura com atenção veremos  que não esta no esquadro  e a montagem ficou assim:
                

 

E ele foi obrigado a deixar esses degraus :


 

                 
Neste caso a medição deveria ser feito da maneira  que foi feita e também em x: 


 

              
E os vidros seriam projetados fora de esquadro:

 

Uma regra basica que também não foi respeitada e o espassamento entre vidros.
O vidraceiro deixou junta seca ou seja sem folga nenhuma o que causou a maioria das quebras.
Então o primeiro passo foi retirar os vidros antigos e medir acompanhando os graus necessários, modificamos também o sistema pois aplicamos um alumínio com borrachas (epdm) para poder possibilitar um pouco mais a movimentação dos vidros.
 

 

 

 


Por ter trabalhado os dois dias (medição e instalação) com o vidraceiro pude ter uma ideia melhor e percebi que ele não era exatamente um picareta e sim um profissional mal instruido mas será que esse é um caso isolado ou existem varios profissionais mal instruido recebendo o título de picareta por ai.
Acho que o que fica para nós hoje é que nem sempre o que parece facil é e que possamos estudar e aperfeiçoar nossas tecnicas a cada dia.
                          

Faça seu Comentário
Voltar

© 2019 Setor Vidreiro - Todos os direitos reservados