Página Inicial
Cadastre-se

Receba nossas novidades em seu e-mail:

O que você Procura?

Vãos modelados

14/05/2012 Capitulo 9º Apostila medição

Vãos modelados

Vãos modelados
Mas existem vãos muito difíceis de se medir apenas com trena, prumo e nível. 
E para esses casos existe outro método.

O molde:

O molde mais adequado de se trabalhar é o feito de MDF

 

 

O MDF é facilmente encontrado em lojas especializadas em marcenaria.
MDF (Fibra de Média Densidade) são chapas fabricadas a seco com fibras de madeira de pinus de reflorestamento e resina sintética compactados por prensagem a quente, num processo adesivo. É ecologicamente correto e barato e de fácil manuseio (corte, colagem, parafusamento etc.). Colas do tipo PVA (cola branca), funcionam bem neste tipo de "madeira".

 

 

Eucatex produzidas com fibras de madeira de eucalipto, proveniente de florestas adequadamente manejadas, e prensadas à quente por meio de um processo úmido que reativa os aglutinantes naturais da própria madeira e confere ao produto alta densidade. Também apresentam baixo custo. As pranchetas são feitas com este material.

 

Geralmente ambos materiais são facil de modelar desde que trabalhe com ferramentas adequadas como serra tico tico:


Serras tipo tico tico existem vários modelos dês das elétricas a pneumáticas, vale lembrar que por motivo de segurança use sempre óculos de proteção,luvas,mascara e protetor auricular.
Importante também ter uma mesa ou bancada onde a chapa de mdf fique bem apoiada.

Existe 2 tipos de moldes
O primeiro é o inteiro:
Como no exemplo abaixo:




Este modelo geralmente se faz da seguinte maneira:



Como vemos no desenho, para facilitar a marcação do material a ser modelado o ideal é estar em duas pessoas.


Quando existe a possibilidade de um companheiro segurar e ao mesmo tempo pressionar pelo lado de fora, a marcação se torna mais fácil.
Mas quando não existe a possibilidade de estar do lado de fora o ideal é adaptar um puxador para que possa puxar o maderite contra o vão e o auxiliar.
O marcador tem que manter o material pressionado sem mexer antes de ter marcado toda borda do vão.


Como já falado anteriormente o ideal é que a medida seja tirada exatamente onde vai ser montado o vidro.

 

Porém quando se trata desse tipo de molde primeiramente o risco terá que ser tirado na face da parede.
Sendo assim pode ser que quando colocado na posição certa possa estar apertado ou curto.
Nossa sugestão é que faça a marcação justa e depois com a ajuda da tico-tico ou de uma lixa apropriada venha ser ajustado.
Se por ventura você risca com folga e quando colocar na posição correta o vão estiver abrindo,seu molde ficará com a folga exagerada e você perderá o molde.

 

O segundo modelo de molde é o moldurado, mas este modelo funciona melhor com moldes retos:

O primeiro passo e inves de chapas de mdf ou madeirite fazer fitas.

O ideal e pedir para o próprio fornecedor do material cortar pois geralmente dispoem de ferramentas adequadas para que o corte saia preciso.
Em alguns estabelecimentos esse serviço é cortesia mas em outros é cobrado.
A largura das fitas é determinada conforme o tipo de vão que você tem, mas vale lembrar que essas não podem ser muito finas pois é necessario que exista um espasso regular para se fazer a união das fitas, caso esse espaço seja pequeno as fixações podem se afroxarem e vir a alterar a real posição das fitas.
A fixão das fitas podem ser feitas de várias maneiras e com vários materiais.
Uma maneira barata ,rápida e eficiente e a fixação com pregos pois a fixação é imediata cabe lembrar é depois de ter fixado todos os pregos dobre as pontas e novamente confira para verificar se não houve alterações.

Uma dica é que independente do material ou sistema usado para fixar é sempre bom marcar com um lapis a posição das fitas caso elas venham a se soltar ou mexer, a marcação o orientará sobre a real posicão.


O ideal é que o medidor deixe o molde já com as folgas que serão necessárias para o sistema a ser instalado, porém se caso o medidor não tiver certeza do tipo de sistema que irá ser instalado.
O ideal é tirar o molde justo mas fazer algumas marcações:
Exemplo:

Vamos supor que você acabou de confeccionar seu molde exemplo (A) e o leva embora sem ter feito nenhuma marcação.
Só na hora de fazer as divisões é que você se atenta que o sistema exige que as ferragens trabalhem exatamente no prumo como demonstra o exemplo (C).
Como você vai saber exatamente onde é o prumo do molde?
Para não existir dúvidas marque no molde pelo menos o prumo no centro do molde e o lado conforme exemplo (B).
E depois de ter dado as folgas e marcado exatamente onde será recortado e quais recortes (ferragens)usará não esqueça de colocar o nome da sua empresa com data e se possível numero do pedido, cor do vidro e tipo (laminado,temperado etc.)
Digo a você que não é difícil perderem seu molde dentro da empresa beneficiadora,e neste caso, quanto mais informações tiver seu molde mais difícil será de perderem ou esquecerem de fabricar seu vidro
 

Faça seu Comentário
Voltar

© 2019 Setor Vidreiro - Todos os direitos reservados