Página Inicial
Cadastre-se

Receba nossas novidades em seu e-mail:

O que você Procura?

Grupos químicos de Vidro

13/05/2013

Grupos químicos de Vidro

Grupos químicos de Vidro

O componente básico do vidro de soda-cal é a sílica. Entretanto, os problemas de manufatura tem historicamente levado à introdução de outros materiais para facilitar a produção e melhorar a qualidade. Infelizmente esses materiais trouxeram com eles um declinador das propriedades que agora procuramos.

Considerando o número de materiais disponíveis e necessários para fabricar o vidro, pode-se constatar que o número de tipos de vidro que podem ser feitos é infinito, com composições e desempenhos muito variáveis. No entanto, os vidros mais usados em edifícios entram em cinco grupos, quimicamente:

Vidros de Soda-cal:

Estes são os vidros mais comuns, usados no vidro plano, lâmpadas, recipientes, etc.. Significantemente, a família de soda-cal é a usada no desenvolvimento do processo “float”.

Vidros de Sílica Fundida ou Quartzo:

Esses incluem o único componente do vidro realmente importante, e é caracterizado por altas temperaturas de fusão e trabalho, um coeficiente de expansão térmica baixo (e assim resistência ao choque térmico), e alta resistência química. O seu alto ponto de fusão o torna caro e difícil de produzir como um vidro derretido primário. Os vidros dessa família são aplicados em laboratórios de alta tecnologia.

Vidros de Borossilicato:

Esses vidros são muito resistentes à corrosão química, e tem um coeficiente de expansão térmica baixo, um terço do coeficiente do vidro de soda-cal (ainda que seis vezes o da sílica fundida). Esta família de vidros tem uma enorme gama de usos: utensílios domésticos (Pyrex) e de laboratórios, lâmpadas e ainda é usado em vidros resistentes ao fogo aumentando a resistência ao impacto e baixando o coeficiente de expansão.

Vidros de Chumbo:

É um vidro com baixas temperaturas de fusão e trabalho, possui um alto índice de refratividade e densidade. A quantidade de óxido de chumbo pode variar muito (até três vezes), e vidros com alto teor de chumbo (onde o óxido de chumbo compreende até 80% do total) são usados como protetores de radiação.

Vidros de Silicato de Alumínio:

Enquanto ainda compreende mais de 50% de sílica, o alumínio, contudo, nesses vidros é dez vezes maior do que nos de soda-cal. O óxido de boro também está presente, e o vidro resultante tem uma grande durabilidade química.

Faça seu Comentário
Voltar

© 2019 Setor Vidreiro - Todos os direitos reservados