Página Inicial
Cadastre-se

Receba nossas novidades em seu e-mail:

O que você Procura?

Cadeira suspensa

21/05/2013

Cadeira suspensa

Cadeira suspensa

Em quaisquer atividades em que não seja possível a instalação de andaimes, é permitido o uso de cadeira suspensa (Balancim Individual).

A sustentação da cadeira deve ser feita por meio de cabo de aço ou cabo de fibra sintética.

O sistema de fixação de cadeira suspensa deve ser independente do cabo-guia do trava quedas. Esta cadeira deve apresentar na sua estrutura, em caracteres indeléveis e bem visíveis, a razão social e o numero do CNPJ do fabricante.

O trabalhador deve utilizar cinto de segurança tipo pára-quedista, ligado ao trava quedas em cabo guia independente.

O sistema de fixação da cadeira suspensa deve ser independente do cabo-guia do trava-quedas.

É proibida a improvisação de cadeira suspensa

As maiorias das cadeirinhas utilizadas são de fabricação artesanal. São consideradas pelos trabalhadores mais fáceis de utilizar mais leves e baratas, porem são perigosas e proibidas.


A cadeira suspensa deve dispor de:

a) sistema dotado com dispositivo de subida e descida com dupla trava de segurança, quando a sustentação for através de cabo de aço;

b) sistema dotado com dispositivo de descida com dupla trava de segurança, quando a sustentação for por meio de cabo de fibra sintética;

c) requisitos mínimos de conforto previstos na NR 17 – Ergonomia;

d) sistema de fixação do trabalhador por meio de cinto.

 

O trabalhador deve utilizar cinto de segurança tipo pára-quedista, ligado ao trava quedas em cabo-guia independente.

A cadeira suspensa deve apresentar na sua estrutura, em caracteres indeléveis e bem visíveis, a razão social do fabricante e o número de registro respectivo no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ.

É proibida a improvisação de cadeira suspensa.

O sistema de fixação da cadeira suspensa deve ser independente do cabo guia do trava quedas.

Faça seu Comentário
Voltar

© 2019 Setor Vidreiro - Todos os direitos reservados