Página Inicial
Cadastre-se

Receba nossas novidades em seu e-mail:

O que você Procura?

Qual é o melhor disco de serra para vidraceiros?

28/08/2017 Curso de vidraceiro

Qual é o melhor disco de serra para vidraceiros?

Ainda temos muito que evoluir como profissionais vidraceiros e serralheiros na questão da cultura, postura profissional, ética, empreendedorismo, etc...

Mas pelo menos, tenho percebido uma notável evolução dos profissionais vidraceiros e serralheiros no quesito ferramentas.
Os profissionais de todo o Brasil estão investindo em ferramentas mais eficientes!
O que já é um ótimo começo, né?
No entanto, muitos vidraceiros estão comprando furadeiras e parafusadeiras, nível e trena laser e serras de meia esquadria, sem saber utilizar adequadamente e por isso acabam perdendo dinheiro, estragando as ferramentas, e até colocando em risco suas próprias vidas.

Fiz este vídeo de 6 minutos falando tudo que você precisa saber sobre disco para serra de meia esquadria, pois esse é um dos itens que mais vejo o pessoal errar.
Você sabe qual é o melhor disco de serra para a sua realidade?
Então assista este vídeo:

 

Disco de serra

Neste vídeo, eu quero trocar uma ideia com você sobre discos para serras de meia esquadria, porque eu tenho visto constantemente, vidraceiros e serralheiros cortando perfis de alumínio com serras apropriadas para corte de madeiras.

Esse equívoco até tem uma explicação lógica!

É que geralmente, os discos que vem de fábrica nas serras de meia esquadria são os apropriados para cortar madeiras.

Quantidade de dentes:
Quando falamos em serras de meia esquadria, geralmente os discos para corte de madeira contém entre 40 e 60 dentes, SÓ QUE o mínimo para cortar alumínio são 80 dentes (SERRAS DE 10’’)
Além da quantidade de dentes outro fator é a angulação dos dentes que são diferentes das serras para alumínio.

Ou seja: usar disco de serra para madeiras no corte de perfis de alumínio não costuma dar certo!!
O que mais se vê nesses casos é que devido a quantidade menor de dentes aumenta-se o espaçamento entre eles, somado a angulação diferente, e as espessuras de nossos perfis, o que acaba gerando trancos e o amassamento/repuxo dos perfis ou até mesmo a quebra de dentes, colocando em perigo o profissional.


Normalmente os discos de serras para serras meia esquadria tem 10’’ ou 12’’ e a quantidade de dentes variam de 80 até 120 dentes.
Uma regra comum é: quanto mais dentes possuir um disco de serra para alumínio, mais o corte do perfil será suave, limpo (acabado) e com menos possibilidade de trancos e travamentos.
O que altera no diâmetro das serras é que serras com diâmetro maior tem mais alcance tanto na altura quanto na largura dos materiais a serem cortados.
Geralmente as serras de 10’’ cortam até 84mm de altura, Já os discos de serra com 12’’ cortam alturas de até 104mm.
Exemplo: se vc precisar cortar um tubo de alumínio 4x4 (102mm) com um disco de serra de 12’’ você cortará em um único corte, já com um disco de 10’’ precisará cortar em duas vezes.

 

 

Velocidade (RPM)


Um detalhe importante também é a velocidade em rpm (rotações por minutos) a pelo qual seu disco de serra será submetido, pois os discos são desenvolvidos para trabalharem dentro de determinadas velocidades e dentro dessas velocidades os fabricantes sempre orientam máxima atenção nas velocidades máximas que o disco suporta.

Por exemplo: discos para serras policortes trabalham em velocidades mais lentas que os discos de serra DE meia esquadria:

Os discos para serras de meia esquadria de 10’’ trabalham com velocidades entre 4500 e 7500 RPMs já os discos de serra de 12’’ trabalham entre 3500 a 6200 RPMs.
Só para comparação: Uma esmerilhadeira com disco de 4.5’’ trabalha com velocidades entre 11.000 a 13.000 RPM.
Viu por que não se deve fazer adaptações, pois quanto menor é o diâmetro do disco, maior precisará ser a velocidade de rotações por minutos.

Outra informação importante é a potência:


Quanto maior a potência da serra DE MEIA esquadria, mais força e suavidade ela terá para cortar materiais duros, exemplo: se você precisar cortar um tubo de alumínio linha pesada ou uma madeira muito dura aí sim entra em cena a potência, proporcionando cortes mais suaves e garantidos, evitando queimar o motor ou o travamento da serra no processo de corte.



Atualmente existem muitas ofertas de discos no mercado, mas existem detalhes muito importantes que fazem toda a diferença em nosso dia a dia:

Um detalhe que incomoda e que gera risco a nossa saúde são os ruídos sonoros em excesso, e sabemos que existem serras que produzem um barulho ensurdecedor;
Por isso ao manusear a serra é muito importante usar protetor auricular e abafador.
Porém, a bosch desenvolveu uma linha de serras que reduz e até elimina muitos dos problemas e desconforto gerados no momento do corte.

 

Ranhuras de expansão
Vibration Control (controle de vibração).

Para reduzir o nível sonoro no momento do corte as serras da linha expert vem com essas ranhuras Cortadas a laser, que além de reduzir o nível sonoro também contribui para a precisão e estabilidade do disco (reduz e muito a vibração) no momento do corte.

Anel tensor
Podemos não perceber, mas por vários motivos os discos de serra podem sofrer deformações e Graças ao anel tensor com enrolamento especial, os discos permanecem indeformáveis e perfeitamente planos mesmo quando estão sendo utilizados.

Corpo de aço
Outro benefício que contribui para que o disco não se deforme é que ele é cortado a laser e constituído com Aço de primeira classe (até HRC 46) Durezas Rockwell
O método Rockwell é um método de medição direta da dureza, sendo um dos mais utilizados em indústrias.

E- Revestimento Proteqtion (REVESTIMENTO DE PROTEÇÃO)
Existe um detalhe que também pode prejudicar o corte QUE é o agarramento, proporcionado por resinas e colas provenientes de madeiras, e também pelo derretimento do material CORTADO principalmente materiais plásticos.
Por esse motivo a Bosch desenvolveu um (REVESTIMENTO DE PROTEÇÃO) que Reduz a aderência de resíduos.
• Protege o disco contra corrosão.
• E Não aquece o disco.


F- Dentes com tecnologia Razor (TECNOLOGIA NAVALHA)
E outro detalhe que eu achei muito interessante foi a eficiência do corte dessa serra, eu usava um disco de serra apropriado para corte de alumínio com 100 dentes de outra marca.
Mas como eu preciso cortar diversos materiais optei por usar a serra Expert for MultiMaterial de 80 dentes, e fiquei meio receoso por ter menos dentes que a anterior, mas de fato, essa serra com tecnologia nomeada de navalha (devido a largura de corte extrafina e aos dentes muito afiados feitos a partir de uma mistura de metal individualizada.) resolveu meu problema, pois o disco MultiMaterial é apropriado para cortar perfeitamente: materiais compostos, placas de aglomerado de madeira, placas laminadas, de plástico, epóxi, alumínio, metais não ferrosos, latão, cobre.

E por último, evite acidentes! Sempre que for trocar um disco desligue o plugue de energia da tomada.

Faça seu Comentário
Voltar

© 2019 Setor Vidreiro - Todos os direitos reservados